ORGANIZAÇÃO DO TEMPO DIDÁTICO

Os conteúdos escolares são abordados em atividades organizadas segundo três modalidades: os projetos, as sequências didáticas e as atividades permanentes.

Os projetos são conjuntos de situações de ensino contextualizadas, que permitem o tratamento didático de conteúdos de mais de uma área. A partir de temas de conhecimento social, os alunos e professores vivem um processo de elaboração compartilhado, em que, geralmente, há uma produção coletiva. As situações de aprendizagem de um projeto procuram tornar possível uma aprendizagem significativa, dar funcionalidade ao que vai ser aprendido, valorizar a memorização compreensiva dos conteúdos e possibilitar uma avaliação processual durante a sequência. São exemplos de projetos recentes: “Cd rom dos Mamíferos” ( 2º ano), “Trocando idéias” ( 3º ano), “Laboratório de experimentos” ( 4º ano) e ”Construção de jogos” ( 5º ano).

Nas sequências didáticas, as atividades são sequenciadas de acordo com uma proposta de progressão de desafios a serem enfrentados pelos alunos. Nesse caso, as atividades buscam favorecer a aprendizagem focalizada num determinado conteúdo. Algumas sequências didáticas em andamento estão relacionadas à aprendizagem de: regularidades ortográficas, grandezas e medidas, uso dos sinais de pontuação etc.

As atividades permanentes caracterizam-se como um conjunto variado de situações que buscam atender conteúdos que precisam estar em permanente manutenção. Atividades como a Roda de leitura, Assembleia, Biblioteca de sala, e Resolução de problemas são exemplos dessa modalidade.